quarta-feira, 11 de maio de 2011

Conheça o Projeto JEPON - São Vicente



Criado em 21 de dezembro de 2001, o projeto JEPOM (Jovens em Exercício do Programa de Orientação Municipal) nasceu da idéia de tirar das ruas garotos que não tinham oportunidade de emprego, oferecer capacitação e promover a inclusão do jovem vicentino na sociedade.


 Até o ano de 2008 o projeto atendeu cerca de 7 mil vicentinos, na faixa de 18 anos de ambos os sexos, inserindo 40% de seu efetivo no mercado de trabalho todos os anos. A participação oferece ao jovem uma bolsa-auxílio de R$230,00.  Por ser um  Programa Social, as atividades desenvolvidas no Projeto JEPOM, não são consideradas trabalhos e sim “Voluntariado”.
 O JEPOM, cujo modelo foi implantado em diversas cidades do Brasil, oferece atualmente cursos gratuitos de informática, Libras (Linguagem Brasileira dos Sinais), reforço escolar, preparatório para concursos públicos, aulas de cidadania, primeiros-socorros, aulas de dança e música, além dos cursos técnicos profissionalizantes reconhecidos pelo MEC de Enfermagem, Segurança do Trabalho, Meio Ambiente, Gastronomia e Logística.
Revista Geral - JEPOM
 Durante o ano os participantes podem realizar a prática de dezenas de modalidades esportivas gratuitamente, no Complexo Esportivo e Cultural do JEPOM, implantado em 2007, como futebol, basquete, ginástica olímpica, balé, boxe, dança, volei, entre outros.        
 O projeto JEPOM possui ainda um grupo Aquático que atua nas praias vicentinas. São 30 jovens que, treinados pelo Corpo de Bombeiros, ajudam a corporação a manter a ordem e a segurança nos períodos mais críticos, como a temporada de verão, período em que a população de São Vicente chega a mais de 1 milhão de pessoas.
 Na parte social, a iniciativa tem participação ativa com o JEPOM Circense, formado por 15 jovens que, fantasiados de palhaço, se apresentam em asilos, orfanatos, creches e escolas, levando alegria às pessoas. Durante o ano, diversas campanhas de conscientização são apresentadas aos jovens como gincanas de reciclagem, arrecadação de livros para bi-bliotecas, visitas a museus e exposições culturais, além de participações em palestras.
 Com todas estas ações o projeto conseguiu ajudar sensivelmente na redução da violência de São Vicente, que passou da 17ª, em 2001, para 113ª posição, em 2005, no ranking das Cidades mais violentas do estado de SP

Mais informações pelo telefone: (013) 3461-3954 ou no site: http://www.oscip-iagm.org.br/


A sede do projeto que fica na Avenida Manoel de Abreu, 584, Cidade Náutica

Nenhum comentário: