segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Comunidade poderá ajudar a redescobrir história de São Vicente



Em breve, estudantes, turistas e munícipes poderão colocar a mão na massa e ajudar a redescobrir a história de São Vicente. É que a Secretaria Municipal de Cultura tem planos de transformar o Porto das Naus (Avenida dos Tupiniquins, s/nº) em um Sítio Escola. 


A área, um sítio arqueológico que está sendo escavado há um ano, possivelmente abrigava um estaleiro e um engenho, onde seria processada cana de açúcar, e será totalmente escavada por mais dez anos.



“Há muito o que descobrir aqui. Seja na terra, embaixo d’água ou morro acima. A escavação é um trabalho demorado, feito com pincéis e pás bem pequenas, exatamente como vemos nos filmes, e queremos que estudantes, turistas e, por que não, munícipes, participem desse processo”, afirma Manoel Gonzalez, arqueólogo e coordenador do Projeto de Gestão do Patrimônio Cultural de São Vicente.



O Sítio Escola, que deve começar a funcionar no início do ano que vem, receberá grupos com agendamento prévio e permitirá que crianças e adultos participem mais ativamente da história da Cidade. 



“E a ideia é trabalhar para descobrir novos sítios arqueológicos e transformar esse patrimônio arqueológico em turismo, coisa que já é feita há muitos anos na Europa”.



A Secretaria de Cultura também criou um novo roteiro para a Caminhada Histórica de São Vicente, organizada pela Casa Martim Afonso, cuja 2ª edição foi realizada na manhã deste domingo. O novo roteiro, que agora inclui a Rua Ana Pimentel, passa pelos três sítios arqueológicos descobertos na cidade (Porto das Naus, Casa Martim Afonso e Rua Ana Pimentel).



Nenhum comentário: