quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

28 de Dezembro é o "Dia do Salva-Vidas

Foto: Fabricio LifeGuard

Quem nunca ouviu falar daqueles profissionais que ficam na orla marítima para salvar quem se afoga? 

O salva-vidas tem um trabalho muito útil e também trabalham em clubes e em praias de água doce. Eles previnem situações de risco e executam salvamentos aquáticos, protegendo pessoas e resgatando vidas. 

Também são eles os responsáveis por salvar pessoas acometidas por choque térmico ou que se machucam surfando. Ao salvar alguém que se afogou, o salva-vidas dá os primeiros-socorros além de verificar o estado da vítima. Eles também realizam o procedimento adequado para que a pessoa não fique com nenhuma seqüela do afogamento.

Além de atuar diretamente no salvamento, eles realizam campanhas educativas para prevenção de riscos e dão cursos para treinar e formar voluntários de emergência. Os salva-vidas que trabalham na orla marítima recebem treinamento de salva-vidas da Polícia Militar.

Verão no Brasil é sinônimo de praia, rio, cachoeira e piscina. O calor dessa época do ano convida até os que não sabem nadar a se refrescarem na beirinha. Porém, nem sempre essa investida é bem sucedida, e uma câimbra ou uma correnteza inesperada pode acabar com a diversão. Ainda bem que existem os salva-vidas para nos socorrer nessas situações.

Conforme o levantamento da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho e Emprego, em 2007 o Brasil contava com 4.141 profissionais atuando com carteira assinada, sendo o estado do Rio de Janeiro o maior contratante - com 1.199 salva-vidas. Porém uma surpresa, apesar de as praias nordestinas serem frequentemente lembradas como destino de veraneio, é o estado de São Paulo que aparece na segunda posição, com 1.160 registros. A Bahia surge logo depois, com 427 profissionais.

Em termos regionais o Sudeste do país tem em seu quadro 2.932 salva-vidas, enquanto o Nordeste possui 835 trabalhadores em atividade. O Sul, por sua vez, conta com 181 profissionais, seguido pelos 142 registrados no Centro-Oeste. Já a Região Norte, apesar do número de rios presente na região, possui apenas 41 carteiras de trabalho assinadas nesta ocupação.
O Dia, embora não haja uma data oficial criada por lei, no Brasil é costume comemorar o Dia do Salva-Vidas em 28 de dezembro. A escolha da data remonta a origem bíblica, já que se refere ao dia do Anjo Damabiah - da hierarquia do arcanjo Gabriel - responsável pelo bem-estar das pessoas que vivem do mar, para o mar e próximos do mar.

Na TV Durante a década de 90 a profissão ficou mais popular com a exibição do seriado norte americano Baywatch (ou SOS Malibu, como foi traduzido no Brasil). A série retratava o dia-a-dia de salva-vidas da Califórnia que, usando trajes de banho cada vez mais ousados, patrulhavam as praias lotadas de Los Angeles. Segundo o livro Guinness de Recordes Mundiais, Baywatch foi o programa de TV mais assistido no mundo, com 1,1 milhão de telespectadores.

Curiosidade:

 Antes de existir a profissão de salva-vidas, os resgates marítimos eram realizados por marinheiros, pescadores e populações costeiras. Vale lembrar que as primeiras organizações de salva-vidas no mundo surgiram na França com a Societé Centrale de Sauvatage de Naufragés, em 1865, e com os Hospitaliers Sauvateurs Bretons, em 1873; entidades que em 1901 foram reconhecidas como de utilidade pública.

Nenhum comentário: