sábado, 7 de maio de 2011

Parque Cultural Vila de São Vicente recebe bandas de rock



A população Vicentina tem agora mais um motivo para visitar o Parque Cultural Vila de São Vicente. O local realizará Happy Hour com apresentação de grupos e bandas de Rock todas as sextas-feiras, a começar nesta semana (06/05). Para marcar a estreia do projeto, a banda Paranoia tocará sucessos do rock nacional dos anos 80 e 90. O Parque fica na Praça João Pessoa, s/nº - Centro. O encontro começa a partir das 19 horas, com entrada gratuita.
De acordo com o diretor da Vila, Alexandre Tutu, o objetivo é atrair o público jovem ao espaço cultural. “Com a apresentação de bandas de rock, a ideia é aproximar os jovens que gostam de música de qualidade. Mas todas as pessoas estão convidadas a participar do Happy Hour, que será mais um atrativo do Parque”, diz.

Confira a programação das bandas que se apresentam no Happy Hour no mês de maio:

06/05 – Paranoia (rock nacional anos 80 e 90)
13/05 – Fluid Energy (rock clássico)
20/05 – MK 50 (pop rock)
27/05 – Magusta (pop rock)

Fonte: Santos City

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Confira a agenda cultural para este final de semana (Dia das Mães) em São Vicente

Museu Jóias da Natureza realiza evento sobre Paleontologia e Arqueologia
Atividades acontecem todos os fins de semana até julho 

Com objetivo de divulgar a importância do estudo da evolução da humanidade e ajudar a entender a história de nossos ancestrais, o Museu Joias da Natureza (Rua Frei Gaspar 1101 - Centro) realiza o evento “Museu e Memórias: Paleontologia x Arqueologia”. Durante todos os fins de semana de maio a julho, serão realizadas diversas atividades no local. 
Neste sábado (07/05), às 14 horas, acontece a palestra: “Paleontologia x Arqueologia – As diferenças x semelhanças desses dois campos de pesquisa” com a pesquisadora em Paleontologia Miriam Liza Alves Forancelli Pacheco, do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo. (40 vagas disponíveis). 
Para participar do evento, as inscrições devem ser feitas com antecedência, pois todas as atividades têm vagas limitadas e dão direito a certificado de participação. Os interessados devem entrar em contato por e-mail museujoiasdanatureza@gmail.com, telefone (13) 3329-7960 ou pessoalmente no local e informar nome completo, contato e qual atividade deseja participar. A entrada, para cada evento, é 1kg de alimento não perecível. 
Além disso, também será inaugurada a exposição: “Fósseis: A vida que vem das rochas”, às 10 horas. A mostra traz a apresentação de fósseis, que explicam a evolução das espécies no decorrer das eras e períodos geológicos do planeta Terra. A entrada é gratuita e funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. Sábados e feriados, o horário de funcionamento é das 10 às 18 horas. 

Parque Cultural Vila de São Vicente – Para quem gosta de animação, o Parque Cultural oferece muita música e dança para seus visitantes. Todas as atrações têm entrada franca. Veja a programação: 
:: Sexta-feira (06/05) – Happy Hour com a banda Paranoia (pop/rock), a partir da 19h30. 
:: Sábado (07/05) – Andréia Monteiro (ritmo dançante), a partir das 19h30. 
:: Domingo (08/05) – Almoço com música ao vivo de Alice e Adelson (MPB). E a partir das 19h30, Dj Santana com dança de salão. 

EXPOSIÇÕES 
Para quem é apreciador de arte e história, São Vicente também oferece opções para curtir o final de semana: 

Exposição “São Vicente Arqueológica” - Casa Martim Afonso (Praça 22 de Janeiro, 469 – Centro) 
A exposição “São Vicente Arqueológica” pretende apresentar os visitantes objetos e artefatos que ajudam a entender a importância arqueológica da primeira cidade do Brasil. O destaque da mostra é a mais antiga pedra de inscrição religiosa do Brasil, datada de 1559. Conhecida como pedra frontão da segunda edificação da Igreja Matriz de São Vicente Mártir, esse artefato ficou desaparecido durante anos antes de ser reencontrado, em 1880, e doado posteriormente em 1917, para o Museu Paulista da USP (Museu Ipiranga). A exposição ficará aberta à visitação na Casa Martin Afonso, de terça a domingo, das 10 às 18 horas, até o dia 31 de julho. A entrada é gratuita. 

Feira de Artesanato e Artes Plásticas – Praça da Biquinha (Gonzaguinha) 
Aos sábados e domingos, das 10 às 18 horas, você confere peças feitas à mão e toda a criatividade dos artesãos da nossa região. 

Teleférico – Avenida Ayrton Senna, 500 – Praia do Itararé
Aberto todos os dias, o teleférico localizado na praia vai até o Morro do Voturuá, garantindo aos aventureiros a vista do Itararé, da Ilha Porchat e de parte da Praia do José Menino. Funciona das 10 às 18 horas. Crianças até oito anos acompanhadas não pagam e visitantes com mais de 60 anos pagam R$ 6,00 ida e volta. Os demais pagam R$15,00. 


Fonte: Prefeitura Municipal de São Vicente

quinta-feira, 5 de maio de 2011

1º Festival Nativa Itaquitanduva de Surf



A Associação São Vicente de Surf (ASVS) vai apoiar o 1º  Festival Nativa Itaquitanduva de Surf, que será realizado no bairro Japuí, na Praia de Itaquitanduva, no dia 15/05. O presidente, Daniks Fischer, e o Vice-presidente, Lucinei Malas, da ASVS, farão parte do quadro de juízes do evento.


As categorias em disputa são: Amador, Júnior e Local. A disputa do Feminino dependenderá do número de participantes. As inscrições custam R$ 20,00, e o campeão Open ganhará uma prancha da Wall Water.


O Festival Nativa Itaquitanduva de Surf é organizado por Fábio Porto e Juliano Costa, e tem os patrocínios Wall Water, Nativa Salgados, Chiquinho Tattoo, Forto Local, SP. Conta com os apoios da ASVS, Arte das Camisetas, Lines Surf Shop, BM, Madeira Araguaiana.


Sobre Itaquitanduva:


Praia deserta de São Vicente (São Paulo) dentro do Parque Estadual Xixová-Japuí, muito procurada por surfistas, com acesso por trilha que passa por áreas de Mata Atlântica do Parque.

Muitos desconhecem, mas São vicente possui, além das suas três praias ( Praia do Itararé, Praia do Gonzaguinha e Praia dos Milionários ), a Praia de Itaquitanduva. Uma reserva natural pouco explorada pela população devido a sua localização de não tão fácil acesso. Localiza-se atrás do Morro do Xixová, abaixo do Pico do Itaipu e possui 300 metros de extensão.
Como sendo uma praia deserta e isolada, ela possui um um ecossistema preservado e animais silvestres que se refugiam na mata. Não possui bares e nem ambulantes, apenas uma bica natural de água potável que vem da nascente do morro. Para se chegar à praia, é preciso fazer uma trilha a pé, de aproximadamente 40 minutos.
É um local também, muito apreciado por surfistas, devido às enormes ondas e à belíssima paisagem.
Há um tempo, a praia sofreu uma especulação imobiliária, porém,com a união de surfistas, ambientalistas e protetores da natureza, a região passou a servir para estudos científicos das espécies de aves que migram ao local, à flora e aos animais que lá habitam.
Com essa ação movida pelos frequentadores da praia, o possível desmatamento foi evitado e foi promulgado um decreto estadual, no dia 27 de setembro de 1993, nomeando o lugar de “ Parque Estadual Xixová Japuí”.

O PEXJ acaba de ter seu Plano de Manejo aprovado junto ao Conselho de Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Consema), e a organização do torneio prevê uma limpeza de praia afim de cooperar com a preservação do local, tendo em vista, que em Itaquitanduva também existe uma bica natural, que traz a água potável da nascente do morro.

 

Associação São Vicente de Surf

Charles Roberto
Jornalista - MTB: 47849
Cel: (11) 9356-1376 / (13) 78037685

terça-feira, 3 de maio de 2011

Shopping de São Vicente tem promoção para o Dia das Mães



Para deixar o Dia das Mães ainda mais especial, o Brisamar Shopping fez o seu papel de filho e promete arrancar muitos sorrisos neste ano. Até dia 08 de maio, nas compras acima de R150,00 os clientes ganharão um CD do Roberto Carlos – Pra sempre ao vivo no Pacaembu.
No álbum, o Rei apresenta um show emocionante gravado ao vivo para uma platéia de 35 mil fãs. Dentre os sucessos, as presenteadas poderão acompanhar hits famosos do cantor, como "Emoções", "É Proibido Fumar", "Amor Perfeito" e "Jesus Cristo", entre outros.
Para retirar o CD é preciso levar o comprovante de compra até o balcão localizado no 4º piso em frente ao cine Roxy.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Um pouco de História - Oceanoriun São Vicente





Foto: Carlos Pimentel Mendes, em 28/7/1979


Saltos do golfinho eram a grande atração














Já foi ponto de referência turística em São Vicente, mas acabou fechando logo após uma campanha dos ecologistas, que denunciaram as más condições dos animais marinhos ali mantidos e montaram grande operação para devolvê-los ao mar: era o Oceanório (também chamado de Oceanorium), instalado na praia do Itararé, onde o golfinho Flipper era o último de sua espécie ainda em cativeiro no País, até ser solto em 1993.
A história de sua libertação foi contada em 18 de janeiro de 1993 pelo jornal O Estado de São Paulo, inclusive com chamada na primeira página:
Foto: Itamar Miranda/Agência Estado, publicada com a matéria
DE VOLTA PARA CASA
Veterinários, biólogos e bombeiros retiram Flipper do Oceanorium, em São Vicente, para levá-lo, de helicóptero, para Santa Catarina, e devolvê-lo ao mar. Acostumado a receber alimentos dos tratadores, o golfinho terá de reaprender a lutar pela sobrevivência

Flipper parte a caminho do mar

Um helicóptero Sikorski decolou ontem (17 de janeiro de 1993) às 13h40 da praia de Itararé, em São Vicente, levando um passageiro especial: Flipper, o golfinho que nos últimos anos divertiu crianças e adultos no Oceanorium, um parque aquático da cidade. Flipper era até ontem o único exemplar de sua espécie em cativeiro no País. Ele foi levado para Laguna, em Santa Catarina, o mesmo lugar onde foi capturado há oito anos. Lá, ele passará cerca de três meses reaprendendo a viver no mar. Depois, ganhará liberdade total e definitiva. 
Pela porta - Os bombeiros calcularam em cerca de 4 mil as pessoas que, desde as 11 horas, se juntaram para se despedir do golfinho. O embarque, no entanto, não foi fácil: a caixa especial preparada para levar Flipper era grande demais e não passava pela porta do helicóptero. Teve de ser serrada. 
Flipper estava sedado e não reagiu quando foi retirado da água. Bateu, porém, com a cabeça na porta do tanque e sangrou um pouco. Mais de 20 pessoas trabalharam para retirá-lo. Numa maca, foi rapidamente transportado para o helicóptero e, às 12h42, já estava embarcado, junto com veterinários e biólogos da World Society for the Protection of Animals (WSPA). 
Acostumado a comer nas mãos do tratador e a apresentar espetáculos para ganhar comida, Flipper terá de reaprender a comer peixe vivo, capturado por ele mesmo.

DE VOLTA ÀS ORIGENS
Flipper embarca no helicóptero: golfinho terá de reaprender a comer peixe vivo.
Foto: Itamar Miranda/Agência Estado, publicada com a matéria

São Vicente possui o único Oceanorium existente na América Latina

Situado em nossa divisa com a Cidade de Santos, junto a parque de diversões, o Oceanorium possui 4 golfinhos amestrados, Tony, Brigit, Suzi e Tojo, em tanque de água salgada, de 5 metros de altura e cuidadosamente filtrada e temperada, por três filtros.
O Oceanorium é de propriedade do Sr. Roland Mac Degret, que projeta acrescentar focas amestradas e lontras, em tanques especiais.
O Oceanorium teve início em julho de 1967, e milhares de pessoas de todo o Brasil e do exterior já visitaram o local. O Oceanorium também ajuda as instituições de caridade, destinando uma parte de sua verba para o Hospital São José e o Lar de Assistência ao Menor (LAM).

Espetáculo no Oceanório, com focas amestradas
Foto: Carlos Pimentel Mendes, em 28/7/1979
  
Fonte:  Novo Milênio