quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Obras do VLT em São Vicente começam em junho, diz EMTU

As obras no trecho de São Vicente do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) começam em junho deste ano. O mês em que os trabalhos serão iniciados foi definido em reunião no dia 07/02 entre representantes da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) e o prefeito de São Vicente, Tercio Garcia. 


A expectativa dos técnicos da EMTU é de que a primeira composição do VLT esteja operando em novembro de 2013, quando começam os testes. O veículo percorrerá 15 quilômetros de extensão, que vai das proximidades da Ponte A Tribuna sobre o Canal dos Barreiros até o Porto de Santos, incluindo também um ramal ligando a Avenida Conselheiro Nébias ao Valongo. 

O trecho de São Vicente terá cinco estações de embarque e desembarque com cobertura e sistema de cronometria indicando os horários das composições. Estudos realizados pela empresa estimam que o VLT vai transportar de 120 a 150 mil passageiros por dia útil e passará numa frequência entre seis e dez minutos. As 22 composições do VLT vão circular em São Vicente ao longo da linha férrea já existente. A ciclovia será preservada e o sistema viário receberá algumas melhorias de forma que o sistema seja integrado ao transporte público já existente na Cidade.

O maior terminal de integração será nas proximidades da Ponte dos Barreiros. Haverá necessidade de elevação da pista da Rodovia dos Imigrantes no ponto em que a Linha Amarela cruza com a rodovia, de modo a facilitar a passagem das composições, cada uma com 44 metros e capacidade para 400 passageiros. 





A licitação dos viadutos na Imigrantes deverá ser aberta em maio. Sem o viaduto na Imigrantes o VLT não poderá passar.Outra intervenção necessária para viabilizar o VLT será a reforma ou reconstrução do viaduto da Avenida Antônio Emmerich sobre a Linha Amarela (foto), uma estrutura com grande massa de concreto, cujo vão é insuficiente para a passagem das composições. 

A EMTU informou que, no momento, promove a qualificação das empresas que já sinalizaram interesse em participar da licitação, a ser aberta em breve. A qualificação visa evitar o atraso do início das obras. Uma das exigências da EMTU é um sistema de amortecimentos de ruídos e vibrações na linha. 

Participaram da reunião na Prefeitura de São Vicente, além do prefeito Tercio Garcia, o secretário de Obras, Ridel Vieira; o secretário de Transportes, Segurança e Defesa Social (Setrans), Eduardo Tenório; o secretário de Governo, Jânio Benith; o secretário de Comunicação, Clóvis Vasconcellos; o diretor de Transportes Básicos da Setrans, Vandilei Rodrigues; Jorge Simão Júnior, gerente da EMTU; Luiz Carlos Pereira Grillo, superintendente de Engenharia e Obras da EMTU; Cristiane Diaz, arquiteta da EMTU e representantes das empresas Sistram e Setepla, que formam o consórcio responsável pelo projeto executivo concluído.

De: A Tribuna


Na próxima matéria, conheça um pouco mais sobre os VLT.



Nenhum comentário: