sábado, 3 de agosto de 2013

São Vicente possui o "Cadastro de Pessoas Desaparecidas"



O Projeto "SOS Desaparecidos", criado a partir da lei municipal nº. 1.893 - A, de 27 de junho de 2007, tem parceria com  Policia Militar, tendo como finalidade ajudar famílias na localização de parentes que desapareceram.
O serviço procura conscientizar a população vicentina de que ela pode ser parceira atuante no enfrentamento dessas situações.
O projeto busca também identificar as causas dos desaparecimentos e atuar na prevenção através dos resultados estatísticos obtidos.

Como você pode ajudar?

- Comunicar e registrar o desaparecimento da pessoa imediatamente após constatada a sua ausência, fazendo um Boletim de Ocorrência (B.O.).
- Fornecer o máximo possível de informações sobre a pessoa, levar documentos e uma fotografia recente.
- Informar se tem algum tipo de doença ou problema de ordem psiquiátrica.
- Observar, em via pública, o trânsito de menores desacompanhados, idosos e portadores de necessidades especiais. Caso apresentem desorientação, possibilidade de extravio ou mesmo dificuldade de expressão, comunicar o fato à Polícia para que prestem a devida assistência. O ideal é levar a pessoa até o posto policial mais próximo.
- Caso ocorra o retorno voluntário do desaparecido ao lar, informar a Polícia e os serviços onde foi registrado o desaparecimento.
- Para entrar em contato com nosso programa ligue para os telefones: CREAS (Crianças e adolescentes) - (13) 3469-8575 ou 3468-7322 e CREAS (Adultos e idosos) - (13) 3568-8033. Estes serviços estão ligados à Secretaria de Cidadania e Ação Social (Secias).

Maiores informações no site da Prefeitura Municipal de São Vicente, e para cadastro de pessoas desaparecidas clique aqui.

Participe do 1º Concurso de Fotografia 'Click São Vicente'



Competição quer valorizar a fotografia por meio de imagens da cidade. Os temas do concurso são: Arquitetura e natureza.





O 1º Concurso de Fotografia ‘Click São Vicente’ foi lançado nesta segunda-feira (22) em São Vicente, no litoral de São Paulo. A competição tem a intenção de valorizar, resgatar e difundir a arte da fotografia por meio de imagens que reflitam as características da cidade.

Os interessados em participar deverão, obrigatoriamente, acessar e curtir o perfil no facebook da Secretaria de Esporte Turismo e Lazer (SESPORTUR), ler o edital e preencher o formulário de inscrição com os dados obrigatórios solicitados. Ao término do cadastro, os participantes deverão fazer o upload (envio) de 1 (uma) foto de sua autoria contemplando um dos dois temas propostos: Arquitetura ou Natureza.

Além da premiação, o 1º colocado terá sua foto associada à folheteria turística do município e, também, fará parte de exposições itinerantes nos principais pontos turísticos da cidade. As inscrições começaram na quarta-feira (24) e vão até 16 de agosto. Outras informações no telefone: 3569-1400.


Fonte: G1 Santos

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Porque implantar o VLT na Baixada Santista?


O projeto do VLT, veio para substituir o TIM (Trem Intermunicipal), um trem de subúrbio que ligava as cidades de Santos e São Vicente. Operou por alguns anos, até que em meados de 1999, o sistema teve seus serviços interrompidos pelo governo estadual pela situação lastimável em que se encontrava. 

Foto: VLT de Brasília (Wikipédia)

Prometeu-se remodelar e modernizar o sistema substituindo o TIM pelo VLT. Foi criado um projeto aproveitando-se a linha do antigo TIM, ligando a área continental de São Vicente (subúrbios) ao porto de Santos e outras duas linhas, uma ligando Santos a Peruíbe e outra ligando Santos a Cubatão (COSIPA).

Este sistema seria a real integração de toda a metrópole de Santos e São Vicente, o troncalizador do sistema de transportes metropolitanos, onde as viagens entre as cidades da metrópole eram e ainda são feitas por ônibus. Foram realizados vários estudos e vários projetos, e traçados alterados foram feitos e após várias seções públicas o projeto final ficou pronto, definindo-se sete trechos a serem implantados.

Passados vários anos de morosas conversações e estudos sobre o projeto, o governo estadual afirmou ser melhor a implantação de um sistema de VLP (Veículo Leve sobre Pneu) pois alegaram este ser de menor custo de implantação e de manutenção. Ainda assim, o VLT será implantando na Ilha de São Vicente, onde ficam as cidades de Santos e São Vicente, e o VLP nas linhas integradoras às restante das cidades pertencentes a Região Metropolitana de Santos e São Vicente.

A previsão era de que as obras de implantação do VLT de Santos começassem no ano de 2011 (com um pequeno trecho implantado e ainda em fase de testes) e, no decorrer dos anos, se estendesse até a cidade de São Vicente.

Frei Gaspar terá ciclofaixa temporária devido às obras do VLT

A equipe da Secretaria de Transportes está implantando a sinalização na via, que contará com orientação horizontal e vertical, além de folhetos explicativos e semáforo para ciclistas


Em virtude das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que está em andamento no município, ainda no mês de agosto, a Rua Frei Gaspar ganhará ciclofaixa. Atualmente a Secretaria de Transportes está trabalhando na sinalização para a futura implantação, tendo em vista, que a via entrará em funcionamento a partir do momento que as obras chegarem ao trecho do viaduto sob a Avenida Antônio Emmerich.

Como os serviços do VLT no viaduto deverão ser concluídos em oito meses, após o início, a ciclovia da Linha Amarela será interditada, nesse trecho, desta forma sendo necessária a criação de uma alternativa: a ciclofaixa da Rua Frei Gaspar que será interligada à ciclovia da praia do Gonzaguinha, seguindo pela Rua Onze de Junho, até a orla do Itararé.

De acordo com o secretário de Transportes, Raimundo Oliveira, é importante frisar que a ciclofaixa ainda não está em funcionamento e que será provisória. “Estamos executando a sinalização. Pedimos a colaboração e compreensão dos ciclistas e motoristas ressaltando que nossa maior preocupação é a segurança de quem utilizará a via, pois as mudanças serão significativas”, e completa: “após a conclusão das obras do VLT a ciclovia a ser utilizada será a da Linha Amarela. Essa será desativada”.

Na Frei Gaspar, a ciclofaixa contará com sinalização horizontal (pintura no piso de faixa vermelha, pintura de faixa branca seccionada separando as mãos de direção dentro da cilcofaixa – ida e volta), sinalização vertical (instalação de semáforos para os ciclistas nos principais cruzamentos e colocação de placas indicativas), bem como distribuição de folhetos explicativos e orientação por meio dos agentes de trânsito.

MOTORISTAS – Outras alterações ficam por conta do estacionamento regulamentado que sairá do lado direito da via e irá para o esquerdo e a remoção do ponto de táxi para a Praça Barão do Rio Branco nas vagas de 45 graus, aquelas que ficam em posição diagonal ocupando menos espaço.

Após a implantação das alterações, a Secretaria realizará constante monitoramento par ajudar a fluidez do trânsito, e caso necessário, ainda há a possibilidade de se proibir que se estacione em toda extensão da via.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Vicente

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Confira a programação para esse Final de Semana em São Vicente

Começa hoje a 3ª Festa da Tainha


Evento acontece aos finais de semana até 21 de julho na Praia do Itararé

A Prefeitura Municipal de São Vicente, por meio da Secretaria de Esportes, Turismo e Lazer (Sesportur), realiza a 3ª Festa da Tainha, a partir desta sexta-feira (21), às 19 horas, nos vários quiosques ao lado do teleférico, na Praia do Itararé.

Assada, frita ou ao azul marinho (cozida com banana verde, acompanhada com pirão), a tainha é a preferida entre os peixes do inverno. Abundante nos meses de maio, junho e julho, quando procura os estuários para desovar, a tainha é a principal estrela de festas gastronômicas realizadas por pescadores e entidades sociais do litoral paulista. Aproveite!




O evento acontecerá todos os finais de semana até o dia 21 de julho, sendo das 19 à meia-noite às sextas-feiras, sábados e aos domingos, das 13 às 22 horas. O carro chefe, tainha, vem acompanhado de arroz, farofa, vinagrete e salada, com valor R$ 60,00. O prato serve de três a quatro pessoas. Bebidas serão vendidas no local. A entrada é gratuita.





Eskina do Samba garante a festa no Arraiá de São Vicente nesta sexta

Festa terá ainda quadrilha junina no Espaço de Eventos do Itararé, com entrada gratuita.

Fim de semana chegando e o Arraiá de São Vicente abre espaço nesta sexta-feira (21) para o grupo Eskina do Samba, que se apresenta à noite, na arena montada no Espaço de Eventos da Praia do Itararé. O programa é organizado pela Secretaria da Cultura e terá ainda apresentação da Quadrilha Junina do Colégio França, de Praia Grande (convidada), a partir das 18h. Na sequência vem o show de samba.

Criado em São Vicente, em outubro de 2006, o grupo Eskina do Samba é formado por compositores da Baixada Santista, que tiveram o trabalho reconhecido também fora da região.

Programa – O Arraiá de São Vicente foi criado pela Secretaria de Cultura (SECULT) em área coberta de 4.500m², com toda a infraestrutura para o conforto dos visitantes. Além da arena para apresentações artísticas, com arquibancadas para 800 pessoas, há uma grande praça de alimentação, área de exposição e venda de artesanatos e brinquedos para as crianças.

No sábado (22), o Arraiá retoma o 1º Festival de Quadrilhas Juninas, a partir das 18h, com apresentações do grupo junino do Cecof Vila Margarida (concorrente no Festival Estudantil), Quadrilha da Tia Chalico (apresentação extra) e Fazenda São Pedro (concorrente do dia entre os grupos profissionais), além de show com Alfredo Sambatera.

No domingo (23), as atrações são estas, também a partir das 18h: apresentação da Quadrilha Junina do Cecon Isabel Garcia; show com o grupo Saramandaia e Quadrilha Tia Valdelice (concorrente do dia).

Fonte: Prefeitura Municipal de São Vicente e UOL

terça-feira, 7 de maio de 2013

Alunas escrevem carta para a Rainha da Inglaterra e recebem resposta


Jovens escreveram uma carta para Elizabeth II durante a aula de inglês.

Um grupo de estudantes de São Vicente, no litoral de São Paulo, recebeu uma carta com respostas exclusivas da rainha Elizabeth II, da Inglaterra. A carta, que foi enviada pelas alunas como parte de um trabalho escolar, foi respondida tópico a tópico pela rainha, para surpresa das estudantes que imaginavam que, no máximo, receberiam uma resposta padrão.

Bruna Sena e a Professora Anna Bongiovanni
A atividade, realizada em uma escola particular de São Vicente, foi proposta pela professora de inglês Anna Bongiovanni aos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental. Os alunos deveriam escrever uma carta em inglês para alguma personalidade americana ou britânica. “A mídia divulgou demais o jubileu de diamante da rainha, que representa os 60 anos de reinado. Como ela estava na mídia, uma turma preferiu escrever para ela. Elas fizeram a carta. Eu não mexi na essência. Só corrigi a gramática”, conta.

Carolina Simões, Júlia Machado, Bruna de Araújo e Bruna Sena, todas de 14 anos, se juntaram para discutir o que desejavam escrever para a majestade. Em três aulas de inglês, elas montaram uma carta para a rainha Elizabeth. “A gente mandou um parabéns pelo jubileu. Também falamos que gostávamos da língua inglesa, que era um sonho nosso viajar para a Inglaterra e que a gente acompanhava muito a monarquia”, conta Bruna Sena.

As estudantes precisaram pesquisar palavras no dicionário e utilizar termos mais formais, tudo em inglês. Uma das alunas escreveu a carta à mão e, após algumas aulas, a carta estava pronta, de acordo com todos os protocolos exigidos pelo de Palácio de Buckingham. “Quando se escreve uma carta informal você usa expressões, contrações, uma linguagem simples, coisas que não são permitidas em uma linguagem formal. A carta tem que ser bem elaborada e elas fizeram isso com muita propriedade. A única coisa que eu fiz foi corrigir, mas eu deixei a ideia delas. E eu acrescentei uma coisa. Congratulei ela pelo jubileu de diamantes, dizendo que eu já havia viajado muitas vezes e que sempre gostei do Reino Unido”, explica a professora.

A carta foi enviada em outubro do ano passado para a rainha Elizabeth. Depois do começo do ano, Anna e as alunas já tinham perdido as esperanças de receber uma resposta. Elas tinham ouvido falar que a rainha não respondia mais as cartas enviadas por fãs e, por isso, pensaram que o recado delas seria mais um entre outros do mundo inteiro que não teria resposta. “Alguns amigos meus tentaram e não conseguiram resposta. Eu perdi as esperanças. Eu registrei o recibo do correio e deixei na direção da escola, porque talvez as meninas pudessem me questionar um dia.”, explica Anna. Mas, no começo de abril deste ano, elas tiveram uma surpresa. Uma correspondência chegou no colégio, em São Vicente, com as iniciais da realeza inglesa.

Carta de resposta da rainha chegou após seis meses em São Vicente, SP.
Carta da Rainha Elisabeth às
estudantes de São Vicente
A coordenadora mostrou a carta para a professora de inglês, que ficou bastante surpresa. “Quando eu vi o emblema da rainha, eu não acreditei. O dia inteiro eu dei aula sorrindo, porque geralmente eu sou muito séria em sala de aula, mas naquele dia eu não conseguia”, lembra Anna. As alunas também ficaram radiantes com a notícia. “A gente mandou, mas a gente não imaginava. Quando a professora falou da resposta foi uma surpresa muito grande”, conta Bruna.

Envelope que veio junto da
Carta da Rainha Elisabeth
A carta veio endereçada com o nome do colégio, da professora e das alunas. A mensagem foi escrita pela assessora da rainha e falava que a majestade agradecia pelas congratulações pelo jubileu de diamante. Ela também agradecia pelas estudantes a terem escolhido durante o projeto de inglês e pelas coisas boas que escreveram a ela. Apesar da rainha não ter tempo para responder pessoalmente todas as cartas que recebe diariamente, ela ficou muito feliz em ouvir a mensagem das jovens, segundo a mensagem. “Eles têm circulares feitas. Sempre mandam circulares agradecendo. A nossa foi a assessora pessoal da rainha que mandou, respondendo tudo sobre o que nós falamos. Elas leram a carta e responderam para nós. Ela me agradece a gentileza e agradece as alunas. Foi muito legal. Foi uma coisa pessoal e por isso fiquei muito feliz, porque raramente isso acontece”, afirma. Além da carta com a resposta, a rainha também enviou um cartão com várias fotos, feitas durante o jubileu de diamantes.

Cartão enviado em comemoração ao
Jubileu de Diamantes da Rainha Elisabeth
A professora diz que sempre tenta incentivar os alunos de alguma forma, mas concede todo o mérito do resultado do trabalho às alunas que se dedicaram muito durante o projeto. Segundo ela, a turma sempre foi muito dedicada durante as aulas, tinham vontade de realizar a atividade e isso fez a diferença. Ela apenas lamenta não ter guardado uma cópia ou tirado uma foto da carta feita pelas alunas.

A resposta da rainha animou não só o grupo de meninas, mas todo o colégio. Agora, alguns alunos já vieram conversar com a professora sobre o projeto e estão empolgados para escrever cartas para outras personalidades. “O mais interessante agora é que todos os alunos querem escrever para o Barack Obama e para a NASA. Mas como isso é uma coisa séria não pode ser feito em cinco minutos”, finaliza a professora.

Texto extraído do G1 Santos e Região


sábado, 16 de março de 2013

Vídeo sobre Páscoa bomba na Internet

Um vídeo com crianças explicando o que é a Páscoa está bombando na internet desde que foi lançado a pelo menos uma semana, nos principais sites de vídeos.

Confira aqui ou ao lado o emocionante vídeo.

Parabéns aos seus idealizadores - "Voa Flor".


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Carnaval: De olho nas barraquinhas e na saúde

Quem está acostumado a passar o carnaval na rua sabe o quanto é difícil encontrar um lugar para comer. Não pela quantidade, pois a oferta é bem grande, mas pela qualidade do que é oferecido.

Por todos os lados, ambulantes aparecem com salgados, espetinhos, sanduíches e até comida oriental. Mas entre tantas opções, o folião deve ter cuidado com o que escolhe.

A nutricionista Renata Motta, da clinica de nutrição Prodieta, fala que se deve prestar bastante atenção no local onde o lanche está sendo guardado, uma vez que não se sabe a procedência nem como o alimento foi manipulado, se foi feito com água potável, se está nas condições certas de armazenamento durante o período de oferta. “Repare na higiene do vendedor, como as luvas e panelas”, diz ela.

Na hora de comprar, prefira os alimentos que são cozidos na hora, como queijos e espetinhos, que geralmente são preparadas na grelha ou na chapa, sem frituras. “A macaxeira também serve, mas sem a charque, que além de ser frita, tem um elevado teor de sódio”, explica Renata. O sanduíche natural, apesar de mais saudável, deve ser evitado, já que pode não ter sido manipulado corretamente e os ingredientes podem estar vencidos. “Um misto quente é a melhor opção neste caso”, indica a nutricionista. Para beber, água de coco – natural ou de copinho – ajuda na hidratação do organismo.

Se a fome não for grande, o folião pode optar por algo embalado, e que seja de uma marca já conhecida, como picolés de frutas, ou levar o lanche de casa, como barrinhas de cereal, que ocupam pouco espaço e são nutritivas. Frutas desidratadas, como banana, ameixa e uva também são ótimas para repor as energias. “E assim não há risco de passar da hora certa de se alimentar, que é de 3 em 3 horas”, conta a nutricionista.

Cuide da sua Saúde

Também no carnaval, o folião fica exposto a tudo: sol, vento, criança com arma de água, chuviscos de verão. Sem falar no contato corporal, gente espirrando no “vuco-vuco” e beijo na boca. E é por isso tão comum que, na quarta-feira de cinzas, a presença non grata do resfriado. No entanto, há algumas receitas simples e caseiras que podem ajudar a fortalecer o organismo contra esse mal.

A nutricionista Sylvia Lobo, da clínica de nutrição Prodieta, aconselha o consumo de vitamina C. Além das tradicionais drágeas efervescentes vendidas nas farmácias, o folião deve tomar bastante suco de frutas como laranja, pitanga, cajú e acerola, sendo esta última a mais rica no nutriente. Mas atenção: o refresco tem que ser ingerido logo depois de pronto. “A vitamina C se oxida muito rápido, então não adianta fazer o suco de manhã e tomar à tarde. Tem que beber na hora”, explica a especialista.

Apostando na união de frutas e legumes, Sylvia indica o suco de beterraba com laranja. “A beterraba é rica em ferro, e a vitamina C da laranja ajuda o organismo na absorção mais eficiente desse mineral”, conta a nutricionista. Outra dica da especialista é que também pode-se alternar entre tomar o suco e comer a fruta, desde que seja pelo menos quatro ingestões por dia. Para quem gosta de salada, um prato com alface, rúcula, brócolis e couve-flor é uma boa pedida.

Mas também não dá para ficar só no suquinho. Para se proteger do resfriado e outras doenças indesejadas, o folião tem que se manter saudável, com o cardápio balanceado e se alimentar com frutas, verduras e legumes, consumir carboidratos e proteínas. “O leite, fácil de encontrar, é muito rico em nutrientes e pode ser tomado a qualquer hora do dia”, indica Sylvia.

Fonte: Pé no Carnaval

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

São Vicente celebra neste final de semana a 8ª Festa de Iemanjá

Neste final de semana, nos dias 2 e 3 de fevereiro, acontece a 8ª edição da Festa de Iemanjá. Os festejos começam no sábado, às 20 h, na Rua Monte Belvedere, nº 1004, Vila Margarida, onde será realizada uma cerimônia que terminará na praia.



Já no domingo, ocorre a procissão que terá a concentração na Praia do Gonzaguinha, imediações da Praça Tom Jobim, e prosseguirá pela faixa de areia, até onde era o Pier do Careca, junto á Av. Embaixador Pedro de Toledo. É nesse ponto que serão feitas as oferendas a Iemanjá.

Considerada a majestade dos mares e senhora dos oceanos, Iemanjá é a Rainha das águas salgadas, tida como a mãe de todos os Orixás, regente absoluta dos lares, protetora da família. Nesta época do ano ganha homenagens especiais, com oferendas atiradas ao mar. Chamada também como a Deus das Pérolas, Iemanjá é aquela que ampara a cabeça dos bebês no momento do nascimento, conforme rituais religiosos.

O presidente do Conselho Municipal da Igualdade Racial e presidente da Associação Religiosa do Candomblé do Estado de São Paulo (ARCESP) Valter de Oliveira, já firmou uma parceria com a atual administração para a realização da festa nos próximos quatro anos.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Confira a Programação de Roteiros para Fevereiro de 2013 da Caiçara Expedições


Projeto Guri começa a receber inscrições para aulas de música


Começou hoje as inscrições vários cursos gratuitos do Projeto Guri. São oferecidas aulas de diferentes instrumentos musicais, dos clássicos aos mais populares, além de canto coral.



Tem aula de contrabaixo, violoncelo, saxofone, violão e muito mais! As oportunidades estão distribuídas nos polos de Santos, São Vicente e Mongaguá e contam com 1.554 vagas disponíveis.

As regras

Apesar de ter como meta receber crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, o Projeto Guri atende qualquer jovem que tenha entre 6 e 18 anos. Para participar, é preciso estar matriculado em uma instituição de ensino da rede pública ou particular e, é claro, querer aprender um pouquinho de música.
Os interessados devem procurar o polo em que desejam estudar, acompanhados dos responsáveis, de hoje até o dia 15 de fevereiro, com RG (ou certidão de nascimento) e comprovante de matrícula escolar.
Os cursos têm número limitado de alunos e as vagas serão preenchidas por ordem de inscrição.
As aulas começam em 18 de fevereiro, sendo que a primeira semana será de integração, para que os jovens conheçam os cursos para confirmar a matrícula. O Projeto Guri também poderá dar um apoio aos alunos que se destacarem, apesar de não ter como meta a formação de músicos profissionais.
Dentro do programa, há dois tipos de bolsas de estudo: o Aprendiz (que atua como uma espécie de monitor) e o Performance (tem horas a mais de aprendizado). Os ex-alunos podem ser agraciados com oportunidades em cursos de música especializados. “Já houve ex-alunos, custeados pelo Projeto Guri, que foram para a Europa”, cita o supervisor.

Para participar do Projeto Guri, basta comparecer a um Polo do Guri, acompanhado de seus pais ou responsáveis, levando os seguintes documentos:

- 2 fotos 3x4;
- Declaração original de matrícula escolar;
- Cópia do RG ou certidão de nascimento do aluno;
- Cópia do RG ou CPF do responsável;
- Cópia de comprovante de endereço;
- Cópia da carteira de vacinação do aluno.

Veja os detalhes:

Polo Regional Santos
Vagas: 1.093
Cursos: baixo elétrico; bateria; cavaco; clarinete; contrabaixo acústico; coral; flauta transversal; guitarra; iniciação musical; percussão; saxofone; teclado; trombone; trompete; viola; violoncelo; violino e violão.
Funcionamento: segunda-feira, das 9 às 12h e das 13 às 16h; terça a sexta-feira, das 8 às 12h e das 13 às 17h
Endereço:Rua Sete de Setembro, 34
Telefone: 3228-1818 ramal 1860

Polo Mongaguá
Vagas: 250
Cursos: canto coral; percussão; violino/viola; violoncelo; contrabaixo e cavaco
Funcionamento: quartas e sextas-feiras, das 8 às 11h e das 13h30 às 17h30
Endereço: Rua Caraguatatuba, 479
Telefone: 3448-9183

Polo São Vicente
Vagas: 211
Cursos: cavaco, cordas agudas, cordas graves, madeiras, metais, percussão e violão.
Funcionamento: terças e quintas-feiras, das 8 às 11h e das 13h30 às 18h
Endereço: Rua João Ramalho, 988
Telefone: 3467-5781


Fonte: Jornal A Tribuna