sábado, 3 de agosto de 2013

São Vicente possui o "Cadastro de Pessoas Desaparecidas"



O Projeto "SOS Desaparecidos", criado a partir da lei municipal nº. 1.893 - A, de 27 de junho de 2007, tem parceria com  Policia Militar, tendo como finalidade ajudar famílias na localização de parentes que desapareceram.
O serviço procura conscientizar a população vicentina de que ela pode ser parceira atuante no enfrentamento dessas situações.
O projeto busca também identificar as causas dos desaparecimentos e atuar na prevenção através dos resultados estatísticos obtidos.

Como você pode ajudar?

- Comunicar e registrar o desaparecimento da pessoa imediatamente após constatada a sua ausência, fazendo um Boletim de Ocorrência (B.O.).
- Fornecer o máximo possível de informações sobre a pessoa, levar documentos e uma fotografia recente.
- Informar se tem algum tipo de doença ou problema de ordem psiquiátrica.
- Observar, em via pública, o trânsito de menores desacompanhados, idosos e portadores de necessidades especiais. Caso apresentem desorientação, possibilidade de extravio ou mesmo dificuldade de expressão, comunicar o fato à Polícia para que prestem a devida assistência. O ideal é levar a pessoa até o posto policial mais próximo.
- Caso ocorra o retorno voluntário do desaparecido ao lar, informar a Polícia e os serviços onde foi registrado o desaparecimento.
- Para entrar em contato com nosso programa ligue para os telefones: CREAS (Crianças e adolescentes) - (13) 3469-8575 ou 3468-7322 e CREAS (Adultos e idosos) - (13) 3568-8033. Estes serviços estão ligados à Secretaria de Cidadania e Ação Social (Secias).

Maiores informações no site da Prefeitura Municipal de São Vicente, e para cadastro de pessoas desaparecidas clique aqui.

Participe do 1º Concurso de Fotografia 'Click São Vicente'



Competição quer valorizar a fotografia por meio de imagens da cidade. Os temas do concurso são: Arquitetura e natureza.





O 1º Concurso de Fotografia ‘Click São Vicente’ foi lançado nesta segunda-feira (22) em São Vicente, no litoral de São Paulo. A competição tem a intenção de valorizar, resgatar e difundir a arte da fotografia por meio de imagens que reflitam as características da cidade.

Os interessados em participar deverão, obrigatoriamente, acessar e curtir o perfil no facebook da Secretaria de Esporte Turismo e Lazer (SESPORTUR), ler o edital e preencher o formulário de inscrição com os dados obrigatórios solicitados. Ao término do cadastro, os participantes deverão fazer o upload (envio) de 1 (uma) foto de sua autoria contemplando um dos dois temas propostos: Arquitetura ou Natureza.

Além da premiação, o 1º colocado terá sua foto associada à folheteria turística do município e, também, fará parte de exposições itinerantes nos principais pontos turísticos da cidade. As inscrições começaram na quarta-feira (24) e vão até 16 de agosto. Outras informações no telefone: 3569-1400.


Fonte: G1 Santos

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Porque implantar o VLT na Baixada Santista?


O projeto do VLT, veio para substituir o TIM (Trem Intermunicipal), um trem de subúrbio que ligava as cidades de Santos e São Vicente. Operou por alguns anos, até que em meados de 1999, o sistema teve seus serviços interrompidos pelo governo estadual pela situação lastimável em que se encontrava. 

Foto: VLT de Brasília (Wikipédia)

Prometeu-se remodelar e modernizar o sistema substituindo o TIM pelo VLT. Foi criado um projeto aproveitando-se a linha do antigo TIM, ligando a área continental de São Vicente (subúrbios) ao porto de Santos e outras duas linhas, uma ligando Santos a Peruíbe e outra ligando Santos a Cubatão (COSIPA).

Este sistema seria a real integração de toda a metrópole de Santos e São Vicente, o troncalizador do sistema de transportes metropolitanos, onde as viagens entre as cidades da metrópole eram e ainda são feitas por ônibus. Foram realizados vários estudos e vários projetos, e traçados alterados foram feitos e após várias seções públicas o projeto final ficou pronto, definindo-se sete trechos a serem implantados.

Passados vários anos de morosas conversações e estudos sobre o projeto, o governo estadual afirmou ser melhor a implantação de um sistema de VLP (Veículo Leve sobre Pneu) pois alegaram este ser de menor custo de implantação e de manutenção. Ainda assim, o VLT será implantando na Ilha de São Vicente, onde ficam as cidades de Santos e São Vicente, e o VLP nas linhas integradoras às restante das cidades pertencentes a Região Metropolitana de Santos e São Vicente.

A previsão era de que as obras de implantação do VLT de Santos começassem no ano de 2011 (com um pequeno trecho implantado e ainda em fase de testes) e, no decorrer dos anos, se estendesse até a cidade de São Vicente.

Frei Gaspar terá ciclofaixa temporária devido às obras do VLT

A equipe da Secretaria de Transportes está implantando a sinalização na via, que contará com orientação horizontal e vertical, além de folhetos explicativos e semáforo para ciclistas


Em virtude das obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que está em andamento no município, ainda no mês de agosto, a Rua Frei Gaspar ganhará ciclofaixa. Atualmente a Secretaria de Transportes está trabalhando na sinalização para a futura implantação, tendo em vista, que a via entrará em funcionamento a partir do momento que as obras chegarem ao trecho do viaduto sob a Avenida Antônio Emmerich.

Como os serviços do VLT no viaduto deverão ser concluídos em oito meses, após o início, a ciclovia da Linha Amarela será interditada, nesse trecho, desta forma sendo necessária a criação de uma alternativa: a ciclofaixa da Rua Frei Gaspar que será interligada à ciclovia da praia do Gonzaguinha, seguindo pela Rua Onze de Junho, até a orla do Itararé.

De acordo com o secretário de Transportes, Raimundo Oliveira, é importante frisar que a ciclofaixa ainda não está em funcionamento e que será provisória. “Estamos executando a sinalização. Pedimos a colaboração e compreensão dos ciclistas e motoristas ressaltando que nossa maior preocupação é a segurança de quem utilizará a via, pois as mudanças serão significativas”, e completa: “após a conclusão das obras do VLT a ciclovia a ser utilizada será a da Linha Amarela. Essa será desativada”.

Na Frei Gaspar, a ciclofaixa contará com sinalização horizontal (pintura no piso de faixa vermelha, pintura de faixa branca seccionada separando as mãos de direção dentro da cilcofaixa – ida e volta), sinalização vertical (instalação de semáforos para os ciclistas nos principais cruzamentos e colocação de placas indicativas), bem como distribuição de folhetos explicativos e orientação por meio dos agentes de trânsito.

MOTORISTAS – Outras alterações ficam por conta do estacionamento regulamentado que sairá do lado direito da via e irá para o esquerdo e a remoção do ponto de táxi para a Praça Barão do Rio Branco nas vagas de 45 graus, aquelas que ficam em posição diagonal ocupando menos espaço.

Após a implantação das alterações, a Secretaria realizará constante monitoramento par ajudar a fluidez do trânsito, e caso necessário, ainda há a possibilidade de se proibir que se estacione em toda extensão da via.

Fonte: Prefeitura Municipal de São Vicente